Fernando Correia

Experimentando o Visual Studio 2013 Preview no Azure

Em Dicas em 1 de agosto de 2013 às 12:49

O Visual Studio 2013 Preview traz melhorias de produtividade, suporte para desenvolvimento de aplicativos Windows 8.1, melhorias no desenvolvimento Web, novos recursos para depuração e otimização e novas funcionalidades de ALM. Com a liberação do Window Azure SDK 2.1, o Visual Studio 2013 Preview também pode ser utilizado para desenvolver para a plataforma Windows Azure.

É muito fácil experimentar esta nova versão sem precisar instalar nada em seu computador. A Microsoft liberou uma imagem de máquina virtual para o Windows Azure com Visual Studio Ultimate 2013 Preview, SharePoint 2013, SQL Server 2012 Express e Windows Azure 2.1 SDK pré-instalados.

Esse tipo de avaliação ficou ainda mais viável com as novas características de cobrança por minuto de uso de máquina virtual e a interrupção da cobrança quando a máquina virtual é parada e desalocada. Estes recursos podem ser usados em conjunto com uma assinatura gratuita para teste, ou com uma assinatura com benefícios de uso grátis do MSDN ou BizSpark, para uma avaliação totalmente sem custos.

Migre seus websites no Azure para PHP 5.4

Em Dicas em 15 de julho de 2013 às 12:51

O PHP 5.3 atingiu o fim da linha. A partir da versão 5.3.27, liberada em 11 de julho de 2013, o PHP 5.3 não receberá mais correções, somente atualizações de segurança.

Como isso afeta quem roda PHP nos Sites do Windows Azure? Hoje, por padrão, quando um novo Site é criado no Azure, ele vem configurado para PHP 5.3. Mas os Sites do Windows Azure também suportam a versão 5.4 do PHP.

Portanto é recomendável verificar se as aplicações que você usa são compatíveis com o PHP 5.4 e fazer a migração.

Aprenda HTML5 de graça

Em Dicas em 2 de julho de 2013 às 13:16

Com a evolução das tecnologias padrão Web, conhecidas como Open Web Platform, e as correspondentes melhorias de recursos e desempenho dos browsers, passou a ser possível desenvolver aplicativos usando HTML, CSS e JavaScript com funcionalidade, velocidade e experiência de uso equivalentes ao de aplicativos desktop.

A evolução da computação em nuvem tem favorecido a adoção de uma nova arquitetura, algumas vezes chamada de client/cloud, em que o usuário interage com um aplicativo executando em seu dispositivo, e este aplicativo utiliza a nuvem para armazenamento de dados, processamento, segurança e integração.

As tecnologias reunidas sob o guarda-chuva “HTML5″ são uma maneira moderna de criar aplicativos que podem ser executados em diversas plataformas.